PATROCINE O AMOR E A POESIA

Google Translator

7.30.2009

Alberto Caeiro, Heterônimo de Fernando Pessoa


Este podcast apresenta a poesia de Alberto Caeiro - um dos heterônimos de Fernando Pessoa, e a história deste personagem que surgiu através da inteligência e da sensibilidade deste grande Fernando Pessoa.

“Alberto Caeiro, o «mestre», em torno do qual se determinam os outros heterônimos, nasceu em Abril de 1889 em Lisboa, mas viveu grande parte da sua vida numa quinta no Ribatejo onde viria a conhecer Álvaro de Campos.”

O texto descritivo final no podcast, surgiu após uma pesquisa ao site da Universidade Fernando Pessoa de Portugal para tradução para o Espanhol e é de autoria de Sebastián Santisi e está publicado na seguinte página internet: http://www.fpessoa.com.a/heteronimos.asp?Heteronimo=alberto_caeiro


Poesias:

Se Às Vezes Digo Que As Flores Sorriem , Nem Sempre Sou Igual, O Luar, O Meu Olhar, Eu Nunca Guardei Rebanhos, Esta Tarde A Trovoada Caiu, Se Quiserem Que Eu Tenha Um Misticismo.


Músicas:

Enigma _ Back To The Rivers Of Belief (McMxc A.D.)/ Suzanne Teng _ Dark Moon (Album Enchanted Wind – www.magnatune.com) / Teru _ But Some Things Stay the Same / Tilopa _ Hachi (Album Pictures of Silence – www.magnatune.com).


Nenhum comentário:

RITA COSTA - POESIAS

MEUS VÍDEOS - VIMEO

CREATIVITY - Daniel Amaral

EARTHLINGS